Acordo de Produção Limpa fortalecerá a produção e comercialização de frutas vermelhas em La Araucanía

A iniciativa promovida pela Agência para a Sustentabilidade e a Mudança Climática e outras instituições públicas permitirá que pequenos produtores de frutas e frutas dêem um salto em direção à agricultura sustentável.

A fim de melhorar o acesso a novos mercados com a qualidade dos frutos, Cooperativa Campesina Multiberries Gorbea assinou um Acordo de Produção Limpa (APL) com a Agência para a Sustentabilidade, que beneficiará os produtores de baga 25 Camponês Agricultura Familiar do comunas de Freire, Pitrufquen, Gorbea, Paillaco, CholChol e Teodoro Smidth. Através desta iniciativa busca fortalecer modelo de marketing com maior valor acrescentado de produtos (mirtilos, framboesas, morangos), através da melhoria dos padrões produtivos e ambientais em pomares, dentro de alguns meses 12.

É o segundo APL dos produtores de baga em La Araucanía e conta com o apoio do Governo Regional, dos subsecretários de Agricultura e Meio Ambiente, SAG, INDAP e Seremi de Salud de La Araucanía.

Explicou o diretor da Agência para a Sustentabilidade e Mudanças Climáticas, Giovanni Calderón Bassi, "APL incidirá sobre a instalação de uma produção agrícola sustentável, para gerar um fruto de melhor qualidade, normas e certificação de produção limpa para aceder a novos mercados ou melhorar os preços. Em La Araucanía, os APLs são uma grande oportunidade para melhorar um setor emergente na agricultura regional, com grande projeção para os próximos anos 10 a 20 ".

Os produtores vão implementar sete metas e ações 57 que apontam para o uso racional de fertilizantes, o controle no manejo de pesticidas e fungicidas, a implementação de um sistema que garanta a rastreabilidade e inocuidade da produção, bem como a diminuição de 25% do consumo de água e geração de resíduos sólidos.

Nesse sentido, Juanita Aguilera, produtor membro da Cooperativa Campesina de Gorbea Multiberries disse que "este Acordo de Produção Limpa é a base para o crescimento de forma sustentável e melhorar a capacidade de desenvolver novos insumos."

Por sua parte, a economia Seremi, Francisco Lopez, valorizou essas iniciativas de cooperação no âmbito do desenvolvimento de um Acordo de Produção Limpa, ajudando e fortalecendo a conformidade, não apenas regulamentando, mas também, cuidando para obter um produto. de qualidade, inócua e com padrões que permitem uma abertura para outros mercados.

Com o APL, espera-se instalar boas práticas operacionais e desenvolver uma estratégia de diferenciação de produtos com ênfase em novos modelos de negócios. Neste sentido, será gerenciado com a Hotelga Araucanía, a Associação de Supermercados do Chile, JUNAEB entre outras instituições públicas e privadas, a aquisição de produtos das empresas aderentes ao APL.

Além disso, serão implementadas ações para a conservação e incremento das espécies da flora nativa e melífera em cada uma das propriedades.

fonte
Portaldelcampo

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

A Fundação Caja Rural del Sur é mais uma vez a principal patrocinadora do...
Bagas e frutas do Marrocos e do Egito despertam grande interesse em Ka...
“A Roménia torna-se uma origem estratégica, uma vez que cobrirá uma...