Asoex lança campanha para promover o consumo de mirtilo no Chile

O Chile projeta a produção total de 167.588 toneladas dessas bagas na temporada 2022-2023.

Mirtilos são um alimento de excelentes qualidades nutricionais (níveis elevados de vitaminas B, C e K) e benefícios para o corpo, desde melhorar a saúde do coração até prevenir a demência senil. Além de saborosos, são isentos de gordura e possuem apenas 42 calorias por xícara, o que ajuda a ter uma alimentação balanceada, essencial para um corpo saudável.

Por isso, a fim de incentivar o consumo da população e conscientizar cada vez mais os chilenos sobre os benefícios dessas pequenas frutas, a Associação de Exportadores de Frutas do Chile (Asoex) e seu Comitê de Mirtilo lançaram a campanha “Mirtilos com tudo!” com a divulgação de suas qualidades nos meios de comunicação de massa.

“O mirtilo é um alimento de excelentes propriedades nutricionais e benefícios para a saúde e são muito procurados por mercados internacionais, como Estados Unidos e Europa. Porém, no Chile nem todos conhecem seus benefícios, ou não sabem como prepará-lo. Por isso, é com orgulho que lançamos a campanha 'Arándanos ¡Con Todo!' que esperamos nos ajude a dinamizar o consumo interno e assim garantir que todos os dias mais chilenos têm uma alimentação mais saudável”, comentou o presidente da Asoex, Iván Marambio.

Além disso, destacou Marambio, “a preferência por essas frutas ajuda a impulsionar o desenvolvimento econômico das áreas onde são produzidas, desde a região de Coquimbo até Los Lagos”. A verdade é que o país é um terreno fértil para a produção desta pequena baga azul graças ao seu clima mediterrâneo. Isso permite que variedades mais doces sejam produzidas localmente, com muito sabor e qualidade para o consumidor final.

projeções da temporada

Para a temporada 2022-2023, o Chile deverá ter uma produção de mirtilo que chegue a 167.588 toneladas. Desse total, estima-se que as exportações in natura cheguem a 98.228 toneladas, enquanto as de frutas congeladas cheguem a 60.000 mil. Também está previsto destinar 9.300 toneladas para a produção de alimentos processados, como sucos e frutas secas, e impulsionar o mercado interno, segundo dados do Comitê de Mirtilo da Associação de Exportadores de Frutas do Chile.

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

Representantes do Comitê Chileno de Frutas de Mirtilo analisaram o...
A mudança climática está afetando os micróbios vitais dos mirtilos
A demanda impulsiona o crescimento da produção de mirtilo na China