Chile: A mudança na precipitação pode prejudicar seriamente o setor de frutas

As projeções dos especialistas estimam que as chuvas que não foram registradas com abundância entre os meses de junho e julho, poderiam avançar para a primavera e mesmo no verão. Uma situação que poderia gerar sérias conseqüências na agricultura, especialmente no setor de frutas.

Isto foi afirmado pelo gerente do Escritório de Agrometeorologia da Região O'Higgins, Pamela García, que disse que "Normalmente, quando temos chuvas de primavera, há uma afetação principalmente na produção de frutas, porque precisamente nesta estação ocorre o processo de floração e formação da fruta.".

O especialista explicou que "nos momentos chuvosos, primeiro, algumas espécies produzem um desbaste natural, o que às vezes é bom para alguns, mas para outros a carga de frutos diminui no final do período" Ele acrescentou que "À medida que as condições de temperatura aumentam nesse período, o risco de doenças fúngicas é maior, devido à condição de umidade-temperatura que é o habitat perfeito para essas afetações se desenvolverem.".

Pamela García acrescentou que "a partir dessa perspectiva, se houver chuvas na primavera há uma complicação de manejar a fruta e o risco de ter volumes menores e também problemas de qualidade, produto de chuvas fora de estação".

Ele destacou o caso das cerejas, que "em setembro e outubro eles já estão se formando e com a precipitação eles podem sofrer partições" Ele acrescentou que "também às vezes dependendo do tipo de chuva, como quando a chuva de granizo ocorre nas estações do ano, você pode danificar a epiderme da fruta e depois uma mancha que resulta no fruto que não pode ir para a exportação e tem que ir ao mercado interno".

 

Fonte: Eltipografo.cl

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

Exportação de cerejas chilenas quase triplica em janeiro de 2024: China...
A temporada de mirtilo marroquino avança em duas velocidades
Onubafruit, o primeiro produtor de bagas em Espanha embora reduza 11%...