Exportação de frutas chilenas cresceu 30,4% na Ásia durante a temporada 2017-2018

A safra de exportação de frutas frescas chilenas 2017-2018 fechou com o sucesso do embarque de 2.776.903 toneladas para diversos destinos no mundo, um 6,2% a mais em relação aos números registrados no período anterior.

Os dados foram oferecidas esta semana pela Associação de Frutas exportadores de Chile (Asoex) organização que enfatizou o crescimento da indústria de frutas do Chile na Ásia, que comprou toneladas 625.453 do total, um aumento de 30, 4%, em contraste com o ano passado.

A China aparece no topo da lista de compradores, desde que adquiriu 61, 6% da produção que chegou em solo asiático do Chile. Para a Asoex, isso explica a relevância dos produtos nacionais em mercados tão competitivos quanto a China.

Nesse contexto, a instituição destacou sua destacada participação na mais recente edição do Asia Fruit Logistica, evento realizado na cidade de Hong Kong. Esse tipo de arquibancada, explicaram, serve para fortalecer ainda mais o posicionamento da fruta chilena na Ásia.

Charif Carvajal, diretor de marketing da Asoex nos mercados europeu e asiático, expressou sua satisfação pela participação da entidade chilena durante o evento. Ele garantiu que o estande nacional foi um dos mais visitados durante a exposição de dois dias.

“Isso reflete a importância do setor como fornecedor de frutas frescas seguras, saudáveis, doces e de alta qualidade na Ásia. A indústria de reuniões foi um grande sucesso, com networking massivo”, disse Charif.

O porta-voz Asoex também mencionou que no meio da reunião, que contou com a presença sessões foram capazes de promover produtos de frutas chilenas olhar mais potencial de exportação, tais como amoras, cerejas e kiwi.

fonte
Asoex

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

Exportação de cerejas chilenas quase triplica em janeiro de 2024: China...
A temporada de mirtilo marroquino avança em duas velocidades
Onubafruit, o primeiro produtor de bagas em Espanha embora reduza 11%...