A Fundação Caja Rural del Sur é mais uma vez a principal patrocinadora do 9º Congresso Internacional de Frutas Vermelhas

A Fundação Caja Rural del Sur renovou seu compromisso com Congresso Internacional de Frutas Vermelhas e será mais uma vez o principal patrocinador exclusivo deste evento, que será realizada nos dias 19 e 20 de junho na Casa Colón de Huelva, graças ao acordo assinado pelos presidentes da Fundação Caja Rural del Sur e Freshuelva, José Luis García-Palacios Álvarez e Francisco José Gómez, respectivamente.

José Luis García-Palacios Álvarez destacou que «a nona edição do Congresso Internacional de Frutas Vermelhas representa mais um importante avanço consolidar a projeção da província de Huelva como ponto de encontro do setor, não só a nível nacional, mas também a nível europeu, local onde anualmente se trocam experiências, tendências e resultados da campanha.

A Caja Rural del Sur e a sua Fundação, desde o primeiro ano, apostaram firmemente neste congresso e sempre apoiaram Freshuelva para que tenha o maior impacto mediático entre os diferentes agentes e protagonistas do sector e continuaremos a fazê-lo .

Por sua vez, o presidente da Freshuelva, que esteve acompanhado na assinatura do acordo pelo dirigente da associação, Rafael Domínguez, agradeceu à Fundação o apoio que sempre prestou ao sector e, em particular, à organização deste Congresso, que vai agora para a sua nona edição, que esperamos venha a corresponder a todas as expectativas criadas em torno do encontro mais importante do sector dos frutos vermelhos.

Francisco José Gómez se mostrou "muito animado" com a celebração de uma nova edição do Congresso e confia que o evento servirá para fortalecer a união do setor, a partir do qual analisar o presente e enfrentar os problemas atuais para continuar crescendo e ser referência mundial na produção e comercialização de frutas.

Uma citação de referência

A organização enfrenta uma nova edição deste congresso, já consagrado no calendário de eventos do setor agrícola e o principal ponto de encontro de produtores, comerciantes e empresas auxiliares do sector dos frutos vermelhos a nível internacional, que vêm a Huelva para debater e analisar o presente e o futuro de um sector que é eminentemente exportador de frutos silvestres como morangos, mirtilos, framboesa ou amora, que também se destacam e são muito procuradas no mercado europeu e internacional pelas suas qualidades saudáveis.

No Congresso Serão abordadas as questões mais importantes que preocupam o setor, como a água, a desinfecção, a comercialização em novos mercados ou o valor social da actividade produtiva.

Neste contexto, a comissão organizadora do 9º Congresso Internacional de Frutas Vermelhas já está a trabalhar na concepção do programa oficial, que será complementado com a participação de diferentes empresas do sector. conferências técnicas que também Eles acontecerão na Casa Colón durante os dois dias do Congresso.

Neste 9º Congresso Internacional de Frutas Vermelhas, o espaço expositivo será ampliado, ampliando as possibilidades de networking e apresentações, bem como com Atividades paralelas que dão visibilidade às empresas auxiliares que todos os anos expõem os seus produtos e serviços neste encontro de frutos silvestres.

Com a participação de mais de 1.500 pessoas na última edição, O 9º Congresso Internacional de Frutas Vermelhas mantém aberto o prazo para reserva de espaços expositivos, enquanto as inscrições para o congresso serão ativadas em breve no web.

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

O Peru é o maior exportador mundial de uvas, mirtilos, aspargos e quinoa
Novo programa de comércio justo de morangos da California Giant Berry Far...
Importantes líderes da indústria de frutas silvestres estarão em Guadalajar...