A OMS recomenda que todos os países do mundo sejam colocados em quarentena devido ao avanço do Covid-19

O diretor da agência, Tedros Adhanom Ghebreyesus, citou o exemplo da Coréia do Sul em sua luta contra o coronavírus, graças à aplicação de vários testes.

Dada a séria expansão de Covidien-19 em todo o mundo, com mais de 200.000 infectados, o Organização Mundial de Saúde (OMS)  Ele exortou toda a comunidade internacional a ficar isolada para evitar piores consequências.

"A solidariedade deve estar no centro dos esforços para combater o Covid-19. Sabemos que existem países que vêem o aumento de infecções com preocupação ", afirmou o diretor da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Em sua aparição diária, o chefe da OMS apontou a esse respeito que, dada a disseminação do vírus ",países devem isolar , você precisa fazer testes, isolar os casos e rastrear os contatos ».

A OMS recomenda que todos os suspeitos sejam isolados . A maioria dos países com alguns casos está nos ouvindo, eles estão no horário. Mas sabemos que outros países estão passando por intensa transmissão. Mas pode ser alcançado ”, afirmou

Dessa forma, Tedros deu a Coréia do Sul como exemplo, um país que "há um mês estava nessa situação e eles expandiram os testes e isolaram os casos em instalações específicas".

“Este coronavírus apresenta uma ameaça sem precedentes. Mas é também uma ocasião sem precedentes para se unir contra um inimigo comum, um inimigo da humanidade "Ele enfatizou.

Por outro lado, o chefe da OMS enfatizou a realidade da África, um continente que, embora não acumule tantos casos de Covid-19, uma má campanha de prevenção pode ter consequências catastróficas. "Temos que nos preparar para o pior da África. Sabemos como o vírus acelera a qualquer momento. Meu conselho para a África é se preparar para o pior, e devemos fazer tudo o que pudermos para reduzir o problema raiz. . Acho que a África, meu continente, deve acordar ", disse ele.

Segundo a última atualização da OMS, os casos do Covid-19 ultrapassam 200 em todo o mundo, dos quais mais de 8.000 perderam a vida. Destes, mais de 80% correspondem a duas regiões: o Pacífico Ocidental e a Europa.

Vários países já adotaram medidas drásticas para combater o coronavírus. A China foi a primeira a decretar a quarentena em algumas cidades, que foi replicada por outros governos, como Itália, França e Espanha.

fonte
Emol.com

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

Polinização de mirtilo com abelhas, assunto de publicação científica

O atraente convite da Blueberries Consulting para participar do “T ...

A crise do mirtilo devido à paralisação do aeroporto de Tucumán ...