Essa característica do mirtilo se deve ao seu alto teor de antioxidantes, que também fornece vitamina C, potássio e fibras

Mirtilos do Chile, um superalimento que se consolida no mundo

Nas últimas décadas, o Chile se tornou exportador de uma grande variedade de alimentos que hoje atingem mais de 170 mercados, atendendo a exigentes padrões de produção e qualidade mundial, graças a uma forte colaboração entre instituições públicas e o setor privado. O Chile é hoje um fornecedor confiável e sustentável, que envolve um forte respeito pela tradição e origem, com milhares de pessoas dedicadas às diferentes fases da produção em um vínculo especial de cuidado com sua terra e território.

O Chile é hoje o principal país exportador de frutas do hemisfério sul, com destaque especial para cerejas e ameixas. Além disso, o país também possui uma vasta gama de frutas em sua pauta de exportação, entre elas o mirtilo, fruta cujo cultivo comercial iniciou-se no Chile em meados da década de 80, atingindo maior grau de expansão a partir da década de 90, com grande número de variedades adaptado às condições geográficas da zona centro-sul do país.

De fato, com uma extensão de mais de 4.000 quilômetros, o país oferece uma ampla gama de condições agrícolas favoráveis ​​a esta cultura. Segundo análises de especialistas, a área plantada aumentou 4.000 hectares em dez anos (+30%), enquanto as exportações de mirtilos frescos aumentaram 23%, atingindo um máximo de 117.000 toneladas na temporada 2020/21.

Isso levou o país a se posicionar como um dos principais exportadores de mirtilos in natura do mundo, atingindo recorde de embarques na safra 2020/2021, com aumento de 6% no volume em relação à temporada anterior. Estima-se que a rotatividade varietal e as novas tecnologias de pré-colheita e pós-colheita implementadas tenham influenciado esse aumento.

O mercado global de mirtilo está crescendo em alta velocidade. Os principais países produtores se empenham hoje em aumentar e melhorar sua oferta, enquanto os destinos aumentam e sofisticam seu consumo. É o que aponta o Rabobank em um relatório sobre tendências planetárias para esta fruta, no qual antecipa aumentos de produção no Peru e no México.

“De acordo com a unidade de análise da instituição financeira holandesa, o consumo per capita nos EUA pode ultrapassar 1,5 kg por pessoa por ano, enquanto a UE-27 e a China podem apresentar crescimento acumulado de cerca de 100% e 200%, respectivamente, em 2027, em comparação aos níveis de 2021”.

No Chile, a produção de mirtilo é exportada entre novembro e início de abril. De acordo com as projeções, para a atual temporada espera-se um comportamento muito semelhante ao que foi a temporada 2021/2022. Paralelamente, os produtores chilenos vêm aprimorando as variedades para que a fruta expresse melhor seu sabor e doçura. Isso também significou a opção de deixar algumas das variedades anteriores para a produção de frutas congeladas e outros usos industriais.

A importância dos mirtilos orgânicos

No caso chileno, a produção de mirtilos orgânicos tem impulsionado o aumento das exportações chilenas do produto, com embarques destinados principalmente aos Estados Unidos e Europa. Hoje esse tipo de cultivo no país equivale a aproximadamente 17% da área total (14.000 ha).

A Europa é o segundo mercado mais importante para os mirtilos orgânicos chilenos, com 20% de participação na temporada 2020/21, o que significou um crescimento de 17% em relação a 2019/20 em volumes. No total, foram embarcadas 4.100 mil toneladas, quase 600 toneladas a mais do que na safra 2019/20. Isso também se deve ao acordo de equivalência entre o Chile e a UE sobre a equivalência de padrões para a certificação de produtos orgânicos. Hoje, os mirtilos frescos chegam a mercados como Holanda, Alemanha, Espanha, Itália e França, entre outros.

Em virtude do Acordo de Associação entre o Chile e a União Européia, os mirtilos chilenos entram no mercado livres de tarifas e, do ponto de vista fitossanitário, requerem apenas uma inspeção adequada.

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

A indústria peruana de mirtilo se recupera e cuida de suas colheitas
«Se receberem atenção suficiente, as amoras certamente têm poder...
Agrícola Cayaltí aposta no mirtilo em Lambayeque: Qual é a sua...